Maria

Mary-action-bible

função/Missão
Ser a mãe de Jesus

FAMÍLIA
Mãe de Jesus
Marido: José

NA BÍBLIA
Mateus  |  Marcos  |  Lucas  |  João  

Mais conhecida por
Ter falado com um anjo
Ter ficado grávida apesar de ainda ser virgem
Ter viajado num jumento no dia em que Jesus nasceu
Ter tido Jesus num estábulo

SOBRE MARIA 

Maria era bastante jovem quando foi visitada pelo anjo Gabriel. A maioria dos estudiosos pensa que ela deveria de ter cerca de 13 anos de idade. Maria ficou em pânico quando viu o anjo pela primeira vez. Afinal, quem é que fala com anjos? Mas Gabriel disse-lhe, “Não tenhas medo, Maria, pois foste abençoada por Deus.” Maria mostrou uma coragem e ousadia incríveis ao dar a notícia, não apenas de que estava grávida, mas, também, que o seu bebé seria o Filho de Deus. Afinal de contas, ela nem era casada! Gabriel explicou que Deus faria um milagre e que o Filho de Deus seria também seu filho. No Evangelho de Mateus, um anjo diz a José, o noivo de Maria, a mesma coisa.

Gabriel Disse a Maria que o nome do bebé seria Jesus. O anjo explicou que Jesus “salvaria as pessoas dos seus pecados” (Mateus 1:21). O nome Jesus é a versão Grega do nome Hebreu, Yeshua. É daqui que deriva também o nome Josué, que significa “Deus salva” ou “Deus é salvação.” Jesus viveu bem à altura do seu nome. Ele é o Filho de Deus e salva a todos os que acreditarem nele.

No final da conversa com o anjo, Maria aceitou a notícia e disse, “Eu sou a serva do Senhor. Cumpra-se em mim a tua palavra.”

Durante a gravidez, Maria foi visitar a sua prima Isabel, que também estava grávida. Assim que ela viu Maria, ficou cheia do Espírito Santo e exclamou em voz alta: “Abençoada és tu, mais do que todas as mulheres, e abençoado é o filho que de ti há-de nascer! Que grande honra para mim ser visitada pela mãe do meu Senhor! Mal ouvi a tua saudação, logo a criança que trago dentro de mim saltou de alegria. Feliz daquela que acreditou, porque nela se cumprirá o que foi dito da parte do Senhor.” (Lucas 1:42-45) Maria ficou com Isabel durante três meses.

Quando se aproximou o tempo de Jesus nascer, Maria e José foram a Belém para participar no recenseamento ordenado pelos Romanos que, naquele tempo, governavam Israel. Era habitual que as pessoas tivessem de regressar à terra onde nasceram para se recensearem. Provavelmente, o censo incluía a contagem do número de pessoas de cada família e de todas as suas propriedades. É possível que Roma tenha exigido, também, o pagamento de um imposto extra. Maria viajava montada num jumento e José caminhava ao seu lado.

Belém estava de tal forma apinhada de gente, por causa do recenseamento, que não havia quartos vagos nas estalagens. Por isso, Maria e José ficaram num estábulo onde se guardava os animais. Maria sabia que tinha chegado o momento do bebé nascer. José ajudou-a e logo mais o bebé Jesus nasceu!

Numa noite calma, os anjos apareceram aos pastores que estavam nos campos. Consegues imaginar como terá sido? O céu encheu-se de “exércitos celestes que louvavam a Deus dizendo, ‘Glória a Deus no mais alto dos céus e paz na Terra aos homens a quem ele quer bem!’ ” (Lucas 2:14)

Maria “guardava todas estas coisas no seu coração e meditava nelas.” (Lucas 2:19).

Deus em Ação

Há muito tempo atrás, Deus fez uma promessa ao Rei David: que o seu trono duraria para sempre (2 Samuel 7:16). Deus enviou o seu Filho Jesus ao mundo para completar a história de Israel— a história que está contada no Antigo Testamento. Mateus começa com uma lista de nomes. Mas, não se trata de uma lista qualquer. Incluía Abraão e David. Jesus descende de uma linhagem que inclui o primeiro israelita que existiu e o maior Rei de Israel.

Deus escolheu Maria para fazer parte do seu plano maravilhoso para enviar o Filho de Deus à terra. Apesar de ela ser jovem e ter ficado compreensivelmente apavorada com o anjo Gabriel, aceitou a função que Deus lhe tinha dado. Na verdade, ela louvou a Deus com o texto, hoje conhecido por “Magnificat,” que começa com Maria a dizer, “A minha alma celebra a grandeza do Senhor e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador.” (Lucas 1:46)

Todos nós temos uma parte importante a cumprir na história de Deus. Qual será a tua?